Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 10 de março de 2010

IVETE MIRANDA BITENCOURT

   Ivete  Miranda  Bitencourt,  nasceu em  Gouveia, em 12 de Novembro de 1947. Filha de Luíz Antônio de Miranda e Casilda Buitrago de Miranda. Casou-se em 1973 com Geraldo Manoel Brandão Bitencourt com quem teve três filhos: Eurico, Juliano e Bruno.
   Estudou na E.E. "Aurélio Pires" da 1ª  8ª série onde funcionava também o antigo Ginásio "Santo Antônio".
 Em Diamantina formou-se professora primária na E.E. "Leopoldo Miranda" e ingressou na Faculdade de Filosofia e Letras onde se  especializou no ensino de História e O.S.P.B para Escolas de 1º e 2º graus.
   Nesse período, trabalhou paralelamente na Educação Pré- Escolar  e Alfabetização de crianças no "Aurpekio Pires" e no ensino de História, O.S.P.B e Educação Moral e Cívica e Geografia no Ginásio Santo Antônio, na E.E. Joviano de Aguiar e na Escola da comunidade Santo Antônio no curso de Magistério.
   Assumiu a direção do "Aurélio Pires" quando da transferência da diretora D.Dôca para outra escola.
   No início acumulou a coordenação do Aurélio Pires com a função de professora de 1º e 2º graus em outras escolas, mas por ordens superiores, afastou-se das outras  funções para dedicar-se exclusivamente à direção do Aurélio Pires. Esse período  foi marcado por muito amor no empenho de realizar bem tão nobre tarefa, procurando melhorar as condições e a qualidade do ensino, da merenda escolar, do enriquecimento da biblioteca, da orientação dos professores.
   Na parte física trocou pisos e forros deteriorados, carteiras duplas pesadas por individuais modernas, completou o serviço de construção da cantina, construiu quadra para atividades de educação física.
   Em 1979 comemorou com atividades escolares e extra-classe os 50 anos da escola com estudos, trabalhos, desfiles. torneios esportivos  envolvendo outras escolas na disputa do Troféu "Aurélio Pires".
   Participou de cursos de coordenação e gerenciamento de Empresa, promovido pela Superintendência Regional de Ensino de Diamantina onde estudou Pedagogia do 1º ao 5º período (FAFIDIA).
   Após esses 10 anos, reassumiu o cargo de professora de 1º e 2º graus no "Joviano de Aguiar", quando criou na comunidade local o "PRONAV", um programa de voluntáriado que envolveu uma comunidade inteira de famílias carentes, serviços sociais, Estado, início de formação de credos , cursos de costura, bordado e tricô. Mães carentes e voluntárias dessa época se tornaram hoje excelentes funcionárias públicas da cidade.
   Aposentou-se em 1990, quando já estava em andamento a formação de uma equipe com representantes da Igreja, comunidade, setores de educação e saúde para a criação da Pastoral da Criança. A convite do pároco Monsenhor Jadir e com orientação da equipe Diocesana,  Ivete conseguiu ainda antes de se aposentar, dar os primeiros passos como coordenadora desta Pastoral que , trabalhando em parcerias, construiu uma cozinha comunitária ligada à Igreja de Nossa Senhora das Dores e atendeu, com orientações, visitas, reuniões e alimentação enriquecida, todas as mães e gestantes do Bairro Capelinha ( o mais necessitado ) e outros. Um trabalho missionário que visa evitar, combater e tratar de forma simples, a desnutrição infantil e o mau desenvolvimento da criança.
   Foi membro da equipe diocesana  da Pastoral da Criança, dando cursos regionais e ajudando a criar outros núcleos em cidades vizinhas.
   Hoje reside em Belo Horizonte com seu marido e filhos e conseguiu colocar a equipe e criação da Pastoral da Criança na paróquia da Santíssima Trindade.
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário