Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 13 de março de 2010

FOTOS DOS JOGADORES COM O TÉCNICO PAULO CÉSAR ( PC )








MÓDULO I - SAMUEL- WESLEN - DARLISSON - LUCAS TADEU- FABRICIO - TADEU - REGIS - EMERSON ( NOSSO GOLEIRO )


MÓDULO II - BRUNO - CÉSAR - CASSIANO - JEFERSON - ADÃO  HENRIQUE - WALLACE - FILIPE - PEDRO - WALISSON (NOSSO  GOLEIRO )

JOGOS DOS ALUNOS DAS ESCOLAS DE GOUVEIA...AMISTOSO.



   NO DIA 12/03/2010 NO GINÁSIO POLIESPORTIVO DA CIDADE DE  GOUVEIA, ÀS 13HORAS ACONTECEU O 1° JOGO PARA CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO.
  ESTIVERAM PRESENTES OS  PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA DAS ESCOLAS ESTADUAIS, A PROFESSORA JOELMA, DAS DORES E A PROFEESORA DA REDE MUNICIPAL ....E OS  JOGADORES REPRESENTANDO A .   E.E. AUÉLIO PIRES, JOVIANO DE AGUIAR, MATA MACHADO E A ESCOLA MUNICIPAL DO CAMELINHO.






"INFELIZEMENTE FICAREMOS SEM O NOSSO GOLEIRO''...O CRAQUE  WALISSON, POIS IRÁ TREINAR NO TIME DOS SANTOS EM SÃO PAULO. ALUNO DO 9º ANO DA E.E.AURÉLIO PIRES.
   

sexta-feira, 12 de março de 2010

CONFRATERNIZAÇÃO NA ESCOLA ESTADUAL AURÉLIO PIRES EM HOMENGEM AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

   No dia 08/03/2010 às 18horas na E.E.Aurélio Pires, houve uma linda homenagem para todas as mulheres funcionárias  comemorando o seu grande dia pela Diretora Alice Aparecida Oliveira, a vice diretora Maria Aparecida Silva Camelo, as coordenadoras do GDP, Regina Marcia Oliveira de Almeida Oliveira e Gislaine Oliveira de Carvalho Queiroz e a professora Lidiane Vieira.
   A recpção foi muito calorosa e iniciou-se com a fala da nossa Diretora Alice Aparecida Oliveira com lindas palavras frisando bem a importância da "Mulher". Em seguida a professora Lidiane Vieira leu uma bonita mensagem sobre a mulher onde todas puderam refletir a importância de ser "Mulher".  E aproveitando o ensejo que todas as funcionárias estavam presentes , a coordenadora Regina com muito alegria comunicou sobre o recurso recebido pelo GDP e fez a demonstração do  reto projetor que foi comprado pelo mesmo. Fez comentários e recomendações sobre o uso do aparelho e as coordenadoras presentearam todas as funcionárias  presentes  uma linda bolsinha  registrado o nome da escola e o escolhido pelo grupo do GDP "LUZ DO SOL". Nessa bolsa continha um quite recheado com; canetas, lápis, régua, borracha, grampeador, fita adesiva corretivo, etc.
   Ficou bem nítido o brilho dos olhos das professoras e a alegria por ter sido presenteadas em um dia muito importante que é o da "Mulher". Não deixaram de comparecer também nessa homenagem às funcionárias aposentadas Sílvia Lopes  ,Eulália  e ........... . Elas também foram presenteadas com uma lembrancina entregue pela nossa Diretora Alice Aparecida Oliveira deixando-as felizes.
   Finalizando , cantamos os parabéns em volta de um delicioso bolo com salgados, doces , refrigerantes  ao som da voz do nosso grande rei "Roberto Carlos , onde todas puderam não só ouvir sua maravilhosa voz como vê-lo pelo telão.

   Em nome de todas as funcionárias ,eu , a professora  de Língua Portuguesa Sumara Kênia , agradeço com um "Deus lhes pague a Direção da Escola Aurélio Pires e todos que contribuiram de alguma forma para o acontecimento desse evento.


 "UMA ESCOLA UNIDA SÓ DARÁ BONS FRUTOS".

                                                   ( SUMARA KÊNIA)











quarta-feira, 10 de março de 2010

ALICE APARECIDA DE OLIVEIRA

   Alice Aparecida de Oliveira , nasceu em Datas, no dia 9 de Julho de 1964 , filha do senhor Laumelino de Oliveira Silva e da senhora Maria Terezinha de Oliveira.
   Estudou as séries iniciais nesta escola, onde hoje é diretora.
   Após seus primeiros estudos, foi transferida para a E.E . Joviano de Aguiar, onde cursou de 5ª a 8ª série. De lá, foi para a escola Cristo Rei, onde fez o 1º ano do 2º grau. Em seguida, na busca incessante do crescimento, foi para o colégio Nossa Senhora das Dores, formando-se professora primária.
   Ingressou-se na faculdade (FAFIDIA ), lá habilitou-se nos cursos de supervisão, administração , orientação escolar e inspeção..
   Mais tarde especializou-se na faculdade Claretianas , São José de Batatais, São Paulo, em Ensino Aprendizagem.
   Em 1983, Alice iniciou sua carreira profissional lecionando na Escola Municipal Zezé Ribas, localidade de Pedro Pereira, por dois anos.
   Em 1985, passou a lecionar na Escola Municipal Maria Pia, onde trabalhou por seis anos, concomitantemente com esse período dobrou e desdobrou-se para atender também a E.E.Aurélio Pires.
   A partir de 1990 passou a dedicar-se intensamente a atividade educacional da escola Aurélio Pires, sua trajetória profissional neste estabelecimento de ensino foi muito diversificada. Ocupou vários cargos como :professora primária por 17 anos, supervisora por 4 anos, vice-diretora e por fim , eleita diretora em 1999, desempenhando tão bem essa função , que foi reeleita em 2004.
   Buscando sempre enaltecer o nome da E.E.Aurélio Pires, com as bênçãos de deus e a colaboração de sua equipe de trabalho, Alice tem realizado trabalhos dignos de serem lembrados:Reforma da estrutura física escolar, aquisição de materiais pedagógicos e permanentes, preocupação com o desenvolvimento cultural dos alunos e outros.
   Em 2003, a E.E. Aurélio Pires, sob a direção de Alice foi agradecida com a extensão de séries que começou com as 6º ano e estende-se até 9º ano atualmente.
   

RUTE MESQUITA NUNES DOS SANTOS

   Rute Mesquita Nunes dos Santos, nasceu na cidade do Serro , 05 de outubro de 1956. São seus pais o comerciante Paulo Nunes Mourão e dona Luiza Marilac Nunes.
   Iniciou seus estudos na escola Irmã Carvalho em Serro onde cursou o pré-escolar, seguindo para a Escola Estadual João Nepomuceno Kubtschek cursar as séries iniciais, de lá Rute ingressou no colégio Nossa Senhora da Conceição um dos mais importantes estabelecimentos de ensino do Serro onde adquiriu formação da 5ª série até o 3º ano do magistério.
   Alguns anos mais tarde veio se formar em Pedagogia na FAFIDIA em  em Diamantina, onde também foi pós-graduada em Dificuldade de Aprendizagem pela Universidade Castelo Branco do Rio de Janeiro.
   Rute dedicou toda sua vida profissional à educação , seu primeiro trabalho como educafora foi na Escola Reunidas Luiza de Marilac que mais tarde passou a ser escola estadual. Trabalhou como alfabetizadora na E.E.Dr. João Pinheiro, onde se efetivou no estado sendo mais tarde, depois de casada, removida para E.E. Aurélio Pires em Gouveia , para acompanhar seu marido, o gouveiano , Nilceu Antônio dos Santos.
   Em Gouveia Rute desempenhou vários e grandes trabalhos em duas escolas, no Aurélio Pires como professora alfabetizadora e no Joviano de Aguiar como professora de educação física, por contrato. Mais tarde Rute foi aprovada em um concurso público, efetivando assim no seu segundo cargo no estado. Neste cargo ela optou pela função de auxiliar de secretaria do quadro permanente. na escola Joviano e Aguiar, Rute assumiu a vice-direção da escola por 5 anos, retornando mais tarde à escola Aurélio Pires como diretora, por concurso e eleição em dois mandatos (1994-1999 ) sendo primeira vez como professora de 4ª série e em 2001 foi convidada pelo prefeito municipal Alvimar Luís de miranda para ocupar o cargo de Secretaria Municipal de Educação gestão 2001-2004.
   Na direção da Escola Estadual Aurélio Pires, um período de intenso trabalho para a diretora Rute, ela com a participação e apoio de todos os funcionários e professores, em especial, Maria de Lourdes Dumont, Sílvia Aparecida Lopes, Alice de Oliveira, Ildete Prado reformulou a parte pedagogica, administrativa e ampliação rede física da escola, construindo quatro novas salas de aula, uma biblioteca, o galpão parareuniões e recreação e também uma quadra . tendo também a colaboração do prefeito Municipal, o senhor Geraldo Manuel Brandão Bitencourt e o Engenheiro Dr. Carlos Maurício Chaves mendes.
   Também em sua gestão coordenou e cediou dois encontros de formação de diretores à distância pela Secretaria de estado de Educação com a participação de diretoras municipais e estaduais. Participaramdeste encontro o município de datas, Gouveia, Congonhas, presidente Kubitschek.
   A diretora Rute ainda fez mais pela escola Aurélio Pires, criou a educação para jovens e adultos que funcionava à noite com seis turmas mantidas pelo governo do estado. Quando Rute recebeu a direção da escola em 1994 a mesma funcionava com apenas seis turmas entregando a escola no ano de 1999 já com 20 turmas em funcionamento.

MARIA NILCE DOS SANTOS OLIVEIRA

   Maria Nilce dos Santos Oliveira , nasceu aqui em Gouveia, em 12 de abril de 1947. Seu pai, o comerciante Senhor João dos Santos e Senhora Edite Batista dos Santos.
   Matriculou-se na E.E. Aurélio Pires para cursar da 1ª à 4ª séries.Em 1962 foi para o Colégio Nossa Senhora das Dores, onde concluiu seus estudos até o Magistério.
   Em 1967, Maria Nilce iniciou sua carreira profissional na E.E. Aurélio Pires.
   Para acompanhar seu marido Paulo, Maria Nilce foi removida, em 1977, para o Serro, onde permaneceu por três anos , seguindo para Barão de Cocais, também para acompanhar o marido, que tinha sido removido em seu trabalho, deixando para trás, muitas amizades. Em Barão de Cocais, Maria Nilce trabalhou por três anos na E.E. José Maria Moraes.
   Em 1983, para sua felicidade , seu marido retorna a Gouveia e, com isso, Maria Nilce teve a oportunidade de também voltar à sua terra natal, à escola onde iniciou seus estudos e trabalho agora como diretora.
   Maria Nilce trabalhou por dez anos na direção, apostilando e aposentando no cargo. Era uma pessoa muito caridosa, amiga e preocupada com a parte social da escola.
   Trabalhou em uma época de muita dificuldade financeira do estado, com poucas auxiliares , poucas verbas, tendo que, às vezes, assumir dívidas da escola.
   Rncontra-se em cada ex-colega, um elogio a sua pessoa.

IVETE MIRANDA BITENCOURT

   Ivete  Miranda  Bitencourt,  nasceu em  Gouveia, em 12 de Novembro de 1947. Filha de Luíz Antônio de Miranda e Casilda Buitrago de Miranda. Casou-se em 1973 com Geraldo Manoel Brandão Bitencourt com quem teve três filhos: Eurico, Juliano e Bruno.
   Estudou na E.E. "Aurélio Pires" da 1ª  8ª série onde funcionava também o antigo Ginásio "Santo Antônio".
 Em Diamantina formou-se professora primária na E.E. "Leopoldo Miranda" e ingressou na Faculdade de Filosofia e Letras onde se  especializou no ensino de História e O.S.P.B para Escolas de 1º e 2º graus.
   Nesse período, trabalhou paralelamente na Educação Pré- Escolar  e Alfabetização de crianças no "Aurpekio Pires" e no ensino de História, O.S.P.B e Educação Moral e Cívica e Geografia no Ginásio Santo Antônio, na E.E. Joviano de Aguiar e na Escola da comunidade Santo Antônio no curso de Magistério.
   Assumiu a direção do "Aurélio Pires" quando da transferência da diretora D.Dôca para outra escola.
   No início acumulou a coordenação do Aurélio Pires com a função de professora de 1º e 2º graus em outras escolas, mas por ordens superiores, afastou-se das outras  funções para dedicar-se exclusivamente à direção do Aurélio Pires. Esse período  foi marcado por muito amor no empenho de realizar bem tão nobre tarefa, procurando melhorar as condições e a qualidade do ensino, da merenda escolar, do enriquecimento da biblioteca, da orientação dos professores.
   Na parte física trocou pisos e forros deteriorados, carteiras duplas pesadas por individuais modernas, completou o serviço de construção da cantina, construiu quadra para atividades de educação física.
   Em 1979 comemorou com atividades escolares e extra-classe os 50 anos da escola com estudos, trabalhos, desfiles. torneios esportivos  envolvendo outras escolas na disputa do Troféu "Aurélio Pires".
   Participou de cursos de coordenação e gerenciamento de Empresa, promovido pela Superintendência Regional de Ensino de Diamantina onde estudou Pedagogia do 1º ao 5º período (FAFIDIA).
   Após esses 10 anos, reassumiu o cargo de professora de 1º e 2º graus no "Joviano de Aguiar", quando criou na comunidade local o "PRONAV", um programa de voluntáriado que envolveu uma comunidade inteira de famílias carentes, serviços sociais, Estado, início de formação de credos , cursos de costura, bordado e tricô. Mães carentes e voluntárias dessa época se tornaram hoje excelentes funcionárias públicas da cidade.
   Aposentou-se em 1990, quando já estava em andamento a formação de uma equipe com representantes da Igreja, comunidade, setores de educação e saúde para a criação da Pastoral da Criança. A convite do pároco Monsenhor Jadir e com orientação da equipe Diocesana,  Ivete conseguiu ainda antes de se aposentar, dar os primeiros passos como coordenadora desta Pastoral que , trabalhando em parcerias, construiu uma cozinha comunitária ligada à Igreja de Nossa Senhora das Dores e atendeu, com orientações, visitas, reuniões e alimentação enriquecida, todas as mães e gestantes do Bairro Capelinha ( o mais necessitado ) e outros. Um trabalho missionário que visa evitar, combater e tratar de forma simples, a desnutrição infantil e o mau desenvolvimento da criança.
   Foi membro da equipe diocesana  da Pastoral da Criança, dando cursos regionais e ajudando a criar outros núcleos em cidades vizinhas.
   Hoje reside em Belo Horizonte com seu marido e filhos e conseguiu colocar a equipe e criação da Pastoral da Criança na paróquia da Santíssima Trindade.
   

terça-feira, 9 de março de 2010

MARIA DAS DORES ALVES ( DÔCA )

   Maria das Dores Alves, conhecida por todos como Dôca, professora e pedagoga, nasceu em Gouveia, a 03 de fevereiro de 1924. Filha do lavrador senhor Luís Alves Ribas e da senhora Maria Idalina Dornas que faleceram ainda jovens deixando-a com seus irmãos aos cuidados da avó Florinda Ribas que os criou.
   D. Dôca cursou a 4ª série na escola Aurélio Pires como aluna de D. Adalgisa Ribas, e tinha como diretora na ocasião a senhora Consuelo de Jesus Falci, em seguida foi para a Escola Normal de Santo Antônio, de Curvelo, onde formou-se professora. Mais tarde formou  juntamente com a primeira turma da FAFIDIA, em pedagogia.
   Em 1945 Maria das Dores iniciou seus trabalhos como professora na zona rural, fazenda Capitão Felizardo, a seguir foi trabalhar na cidade de Conceição do Mato Dentro. Foi nomeada por concurso público tomando posse no Grupo Júlia Kubstchek, em Diamantina, sendo mais tarde transferida para Gouveia, dedicando-se à educação e formação do povo gouveiano. Substituiu por várias vezes a diretora maria José Alves Gomes Pereira, Ocupando mais tarde o cargo de diretora da Escola Estadual Aurélio Pires por 14 anos ( 1960- 1974 )
deixou a direção da escola Aurélio Pires para dirigir a Escola  Estadual Joviano de Aguiar, onde trabalhou até se aposentar em 1994.
   Para se falar em ensino em Gouveia não se pode suprimir e sim elevar o nome D.Dôca que além de exemplar educadora nas escolas estaduais obteve o seu maior sucesso, sempre reconhecido pelo povo gouveiano, que foi a criação do Ginásio Santo Antônio, na Escola Aurélio Pires, de 1ª a 4ª séries, hoje de 5ª a 8ª , com a participação de brilhantes colaboradoras, voluntários e professores, sendo a 1ª formatura em 1961. Mas D . Dôca não aceitava apenas o realizado, seu espírito de construir estava sempre acima de um simples objetivo, tanto que, alicerçada na boa vontade de companheiros criou a Escola de 2º grau funcionando inicialmente no Aurélio Pires e depois em`sede própria, onde hoje funciona o CENAP.
   D. Dôca também ocupou cargos políticos, eletivos, tendo sido vereadora e Presidente  à Câmara Municipal de Gouveia e posteriormente tornou-se a primeira mulher a ocupar o cargo de Vice do Executivo Municipal.
   O nome Dôca  sempre definiu situações em Gouveia , orientava professores, direcionava alunos e aconselhava pais e por vezes, seu respeito era tão considerado que mesmo na sua ausência coibia distúrbios jovens.
   Hoje D, Dôca dedica seu tempo às obras assistenciais da paróquia, pois ainda possui muito dinamismo e energia , é presença ativa , constante em nosso meio.

JOSINO SILVA

   Por falta de dados precisos a biografia do senhor Josino  Silva encontra-se bastante incompleta, seu respaldo educacional foi centralizado somente no periodo em que ficou no cargo de diretor desta escola, (Aurélio Pires).
  Sabe-se que ele veio de Formigas para ocupar o cargo de diretor do Grupo Escolar Aurélio Pires, em 1931, substituindo Dona Carmélia que tinha sido remivida para sua terra, Serro. Sendo assim o segundo diretor desta escola deixando o cargo em 1934.
   Senhor Josino, era viúvo, e tinha três filhos, Rui, Romário e Rejane que o acompanhava.
   Era caracterizado como uma pessoa muito culta e enérgica,gostava de querer educar toda a população.Não gostava de ver as pessoas assentadas nas calçadas, sempre que as via pedia que buscassem cadeiras para se sentarem. Quando passava  por seus alunos todos teriam que se levantar em sinal de respeito a ele.

MARIA JOSÉ ALVES GOMES PEREIRA

   Maria José Alves Gomes Pereira ,  normalista  e educadora, nasceu em Gouveia, a 08 de agosto de 1913. Eram seus pais o senhor Augusto Alves Taioba   fundador da  Pharmácia   Auxiliadora e da senhora  Engracia 
da Anunciação Ribas.
   D. Zezé, como era chamada por todos, estudou no colégio Nossa Senhora Das Dores em Diamantina, tornando-se uma exelente professora, dedicou grande parte de sua vida à educação dos jovens gouveianos.
   Exerceu também o cargo de diretora da Escola Aurélio Pires por seis anos de 1954 a 1960 quando já saiu para se aposentar.
   Como diretora da Escola Aurélio Pires é lembrada por sua grande bondade, ela criou a merenda na escola que mandava fazer em sua casa para depois trazer e repartir com os alunos carentes da escola, naquela época a escola não tinha verbas nem uma cantina para isto.
   D. Zezé criou também o uniforme para os alunos da escola, uniforme este que conseguiu com a doação de tecidos da fábrica São Roberto uma camisa de americano alvejada com uma saia azul para as meninas e bermudas para os meninos.
   A organização de D.Zezé ficou na história da escola Aurélio Pires, pois até hoje se encontra na escola livros com registros de teatros, músicas e poesias realizados  em festa escolares promovidos na sua época de direção.
   Diziam todos que ela tinha um "Coração de Ouro" nome esse dado devido aos grandes gestos de bondade praticados por ela ,
   D. Zezé era casada com o senhor Efigênio Gomes Pereira, eles se casaram em 30 de novembro de 1939, mais tarde ele se tornou o primeiro prefeito de Gouveia. Como primeira Dama do município, por três vezes, se destacou muito na assistência Social e sempre acompanhando os momentos difíceis e decisivos do esposo, prefeito Efigênio Gomes.
   Para tristeza de todos Maria José Alves Gomes Pereira morreu em um trágico acidente de automóvel em 1998.

ADALGISA DE OLIVEIRA RIBAS

      Adalgisa de oliveira Ribas , nasceu aqui em Gouveia, em 24 de novembro de 1889.
      Seus pais o fazendeiro, senhor Joaquim de Oliveira Pinto e senhora Zulmira de Oliveira Ribas.
      D. Adalgisa foi criada com todo primor e conforto na fazenda de seus pais,saindo mais tarde para continuar seus estudos no colégio Nossa Senhora Das Dores , em Diamantina, onde estudou por cinco anos formando-se professora primária.
      Ao retornar à casa dos pais casou-se com o senhor João Alves de Miranda com quem teve 6 filhos, morou na fazenda de seus pais por um período, mudando-se mais tarde para Gouveia, distrito na época de Diamantina. Com a necessidade de ajudar nas despesas da casa, começou a lecionar, pelo estado, em uma sala improvisada em sua casa, denominada Escolas Reunidas, passando a dedicar-se integralmente à educação e formação de seus queridos alunos, recebendo por isso, várias congratulações de inspetores pelo trabalho desenvolvido.
     Já na E.E.Aurélio pires, D. Adalgisa continuou lecionando. Ocupou por diversas vezes o cargo de diretora, substituindo Dona Carmélia  Baptista de Sales e Senhor Josino Silva.
     Teve o privilégio de participar do "Projeto do Trigo", desenvolvido pela diretora Senhora Consuelo de Jesus Falci.
     Assumiu em 1941, por mérito e nomeação política, a direção da E.E.. Aurélio pires, empenhando-se ainda mais na sua missão de educar.
     Alicerçada sempre no amor, aposentou-se nesse cargo em 1954.
     Faleceu em 08 de agosto de 1962, a sua beleza, bondade, nobreza tornou-lhe imortal e inesquecível.

CONSUELO DE JESUS FALCI.



     Os Falci, da região de Torraca, vierampara o Brasil por não concordarem com a política instalada na Itália. Entre eles os avós de Dona Consuelo.
     D.Consuelo de Jesus Falci , filha do senhor Carlos Falci , ele filho de italianos e de Maria Jacinta Baracho Falci, nasceu no ano de 1904.
     Em Gouveia, D. Consuelo trabalhou por sete anos (1934- 1941) dedicando-se a direção do Grupo Escolar Aurélio pires. Ela foi a terceira dirigente desta escola, na sua gestão participou da construção do prédio próprio da escola.
     O povo gouveiano, em especial,ex-alunos e ex-funcionários da escola Aurélio Pires falam muito bem e com muito orgulho da tão saudosa e querida Dona Consuelo. Ela tinha idéias e projetos muito ousados como a plantação do trigo que foi feita na horta da escola e com este trigo ela juntamente com a ajuda dos professores e alunos fez a história para a primeira comunhão dos alunos da escola. Este projeto resultou em muitos elogios e é lembrado por vários alunos de Dona Consuelo até hoje nos versos criados por eles para homenagear o tão bonito trabalho.
     Além do projeto do trigo, Dona Consuelo teve outros, como a plantação de milho e tudo o que criava tinha o apoio da população e dos funcionários, pois era muito estimada e admirada por todos.
     Dona Consuelo Falci veio a falecer na cidade de Diamantina , onde morava, no dia 27 de outubro de 1992, com oitenta anos, sendo causa da morte insuficiência respiratória.

CARMÉLIA BATPTISTA DE SALLES

  
     Natural de serro, Carmélia Baptista de Salles, era filha do comerciante Sr. Modestino Salles e Dona Cecília Baptista Salles. As informações acerca de sua vida são um pouco imprecisas e, por vezes, contraditórias, por não haver  documentação  ou registro de sua vida. Sabemos apenas que iniciou seus trabalhos na E.E. João Pinheiro , em Serro, no ano de 1922 como professora adjunta.
     Em 1929, veio para Gouveia, como primeira diretora do Grupo Escolar Aurélio Pires, recém criado. Fez um ótimo trabalho em sua direção.
     Trabalhou em Gouveia por dois anos, retornando à sua terra natal.
     No Serro, Dona Carmélia assumiu no ano 1937 a direção da E.E. Joaõ Pinheiro até o ano de 1945.
     Acredita-se que faz 20 anos que ela faleceu com 80 anos de idade.
    

BIOGRAFIAS DOS EX-DIRETORES DA E.E."AURÉLIO PIRES"...(1929-2003)

 
DADOS BIOGRÁFICOS DE AURÉLIO PIRES
                                                              HELDER MORAES

     Tendo nascido na comarca de Serro, em 1861, Aurélio Pires era filho do magistrado Aurélio Pires figueiredo Camargo. Este último , exerceu a magristratura além de Serro, em Diamantina , Sete Lagoas, Formigas, Curvelo e Ouro Preto. Aposentando-se em 1891.
     Aurélio Pires Filho, embora nascido em Serro, mudou-se ainda criança para Sete Lagoas, onde concluiu o curso primário. Aos 14 anos passou a morar em Diamantina;Foi aluno no Seminário, nesta época,escrevia num jornal organizando por estudantes locais. Vale lembrar, portanto, que sua atividade como jornalista era "amadora", ou seja, nunca foii estudante de jornalismo. Mais tarde, passou a ser membro efetivo do jornal "Ideia Nova, diga-se de passagem, um jornal tradicional da cidade naquela época. Não podendo permanecer mais em Diamantina, mudou-se para Ouro Preto juntamente com seus pais.
     Em 1882 , aos 21 anos, administrado pelo sonho de ser médico, mudou-se novamente de cidade, agora o destino foi Rio de Janeiro. Aqui, pretendia se matricular na faculdade de medicina. Mas, ao que tudo indica não conseguiu, pois em 1885 retornou a Ouro Preto. Na tentativa de se estabelecer, prestou a exercer o cargo de oficial interino da Diretoria  da Fazenda Providencial.
     Em 23 de agosto de 1855, casou-se em Diamantina com Maria Obynta de Sá Pires. De volta a Ouro Preto, agora chefe de família, sofre um duro golpe, o falecimento de sua primeira filha- Olga, em 1887.
     Aurélio Pires era nesta altura de sua vida, funcionário público, escrevia em jornais, escrevia poesia e também se arriscava como tradutor. Além disso,acabou se envolvendo com as questões política da época que eram fundamentalmente, a questão republicana e o abolicionismo.
     Em 1892, matriculou-se na Escola de Farmácia de Ouro Preto, onde se formou em 1894, neste momento, reforçou suas aptidões intelectuais e, ao mesmo tempo, conheceu importantes personalidades mineiras como, por exemplo, Afonso Arinos de Melo Franco. Alguns anos depois, com a mudança da capital para Belo Horizonte, teve que se  mudar para esta cidade ainda em construção, pois seu emprego tinha que ser exercido na capital. No mesmo ano (1887), no dia 11 de novembro, inaugurou sua farmácia que levava seu nome. Esta, por sua vez , viria a ser fechada em 1903.
     Entre 1905 e 1906 foi criado, em belo Horizonte, a primeira Escola Normal.O então político João Pinheiro acabou nomeando para o cargo de diretor ninguém menos que o Sr. Aurélio Pires. Entre outros motivos da escolha, dois eram determinantes; o fato deste já ter exercido em Ouro Preto o ofício de professor. Além disso, estava ele, na recente escola, designado para lecionar nas seguintes cadeiras; Geografia, História e educação Moral e Cívica.
     Anos depois , em 1913, foi convidado para lecionar no curso de farmácia da Escola de Medicina desta cidade. Onde permaneceu como  professor no magistério superior por quinze anos. Mais ainda, fez parte da comissão de pessoas que fundaram a Universidade de Minas Gerais que, mais tarde se tornaria a UFMG.Por fim, foi também diretor interno do Arquivo Público Mineiro entre 1927 a 1930.
     Em 1937, aos 76 anos, no dia 25 de março, faleceu na capital do estado de Minas Gerais, o intelectual e professor Aurélio Pires.

Biografia

Compêndio de Pharmacia Galenica por Aurélio Pires; oficial de Belo Horizonte, 1920.
 Aurélio pires (da universidade de Minas Gerais ). Homens e Factos de Meu tempo. Brasiliana, Companhia Ed. Nacional, Vol. 146,1940.

segunda-feira, 8 de março de 2010

75 ANOS...

ILDETE NASCIMENTO ANDRADE


   Junto ao progresso de nossa cidade.
   Cresce a escola com seus ensinamentos,
   Numa mágica de profissionalismo e honestidade,
   Divulgando o be-a-ba dos nossos tempo.


   Na história desta escola ficou registrado,
   O nome de pessoas de grande valor,
   Funcionários, alunos, mestres, eternos diretores,
   Que dedicaram sua missão com muito amor.


   Hoje comemoramos esta vitória,
   Orgulhosos, felizes, com grande emoção,
   Pois no auge de nossa vitoria,
   De deus recebemos o galardão.


  Parabéns Escola E. "Aurélio Pires",
  Pelos 75 anos de dedicação,
  Com que vem preparando o gouveiano,
  A se tornar bom cidadão.




   Esta poesia foi feita pela professora Ildete , homenageando a escola em que trabalha , nos seus 75 anos 
de existência prestando serviços de grande valor para a nossa querida Gouveia.

                                                  Abril de 2004

  

MOMENTOS MARCANTES DA NOSSA ESCOLA...


MOMENTO DE DESCONTRAÇÃO NA FESTA EM HOMENAGEM AOS PAIS DOS ALUNOS DA ESCOLA AURÉLIO PIRES.....
FESTA COMEMORATIVA NA ESCOLA...
NOSSA QUERIDA DIRETORA ALICE APARECIDA CANTANDO OS NÚMEROS DO BINGO...
MOMENTO ESPECIAL AO DIA DA LITERATURA...
PROFESSORA CLEUSA E SÍVIA ...
PAIS CHEGANDO A ESCOLA PARA A HOMENAGEM QUE OS FUNCIONÁRIOS FIZERAM PARA HOMENAGEÁ-LOS...
EXPECTATIVA DOS PAIS PARA A HORA DO BINGO...
A NOSSA DIRETORA ALICE..."COMO SEMPRE MUITO ELEGANTE...
A PROFESSORA LOURDINHA DUMONT ENSAIANDO COM SEUS ALUNOS...
A PROFESSORA DE ARTES DONA IRENE ABREU AJUDANDO AOS PAIS NO BINGO...
COMEMORAÇÃO DE ANIVERSÁRIO ...
A PROFESSORA IRANI DANDO INÍCIO AO DIA DA LEITURA
A PROFESSORA GISLAINE...
O NOSSO ALUNO DARLISSON REPRESENTANDO EM TEATRO O JUIZ ...
A PROFESSORA ANDRÉIA COM OS ALUNOS ASSISTINDO AO TEATRO AJUDADO POR ELA .
A LEITURA ENGRANDECE NOSSO CORPO E MENTE...
REUNIÃO DO PGDI... PROFESSORA LÍGIA, MARTA, WILZA E GISLAINE...
MAIS PROFESSORAS PARTICIPANDO...LÚCIA, ISABEL...
ALUNOS DA PROFESSORA SUMARA FAZENDO ATIVIDADES EM SALA...
FESTA DAS MÃES ...HOMENAGEM DA ESCOLA...
PROFESSORA SANDRA E SEUS ALUNOS...
PROFESSORA JOELMA E SÍLVIA FAZENDO POSES ...FESTA NA ESCOLA...
ELIANE E SÃOZINHA DE PAULA ...BIBLIOTECÁRIAS...
REUNIÃO...
FESTA NO MÊS DE JULHO NA ESCOLA...
A PROFESSORA GISLAINE DANDO O CURSO...PGDI...
QUADRILHA DOS ALUNOS DO 1º AO 5º ANO...
FESTA COUTREY...
PROFESSORA DE HISTÓRIA NARRANDO A QUADRILHA MUITO ANIMADA...
DANÇA COUTREY ...ALUNOS DO NONO ANO DE 2009...
QUADRILHA DOS NOSSOS PEQUENININHOS...
OLHA A ANIMAÇÃO DO NOSSO "ARRAIÁ"...
ANIVERSÁRIO DE APARECIDA BARRETO NA ESCOLA...SURPRESA...
ANIVERSÁRIO DE APARECIDA SENDO COMEMORADO PELAS SUAS COLEGAS DE TRABALHO...
REUNIÃO COM A VICE DIRETORA APARECIDA BARRETO...
REUNIÃO DA ESCOLA COM A NOSSA INSPETORA HELENA RIBAS...
PROFESSORA GISLAINE,LÍGIA, SUMARA E WILZA DISCUTINDO O PGDI
PROFESSORA CÁSSIA EM SALA DE AULA...